OS FILHOS DO RONALDO

OS FILHOS DO RONALDO

Olá Ultras… tamanho é o zum zum à volta dos filhos do nosso Cristiano Ronaldo, que eu, que até evito andar a dar opiniões que não me foram pedidas, resolvi usar aqui o pasquim para manifestar o que penso.

Primeiro que tudo e porque é de de bom tom:

Parabéns Ronaldo, parabéns a toda a família Aveiro pela chegada dos novos bebés… que são LINDOS e fofinhos como todos os bebés desse tamanho. O seu ar ternurento querido Ronaldo, a olhar para eles é de derreter qualquer coração gelado. Imensas felicidades para todos! São uma família, à vossa maneira própria, muito bonita e muito coesa!

Para além disto, enfim toda uma polémica sobre “a origem” dos bebés. Barriga de aluguer [que expressão horrorosa!], barriga de leasing, barriga de permuta, de promessa de compra e venda, eu sei lá… já estou a pensar em taxas de juro, spread e com a cabeça cheia de números… é o meu defeito. A matemática que não me larga. Há uma coisa que é certa… TODA A GENTE tem de sair da [chamemos-lhe] barriga de alguém [peço desculpa, eu nasci de parto natural!], ninguém nasceu de chocadeira.

Mas voltando à matemática que é mais o meio campo que eu domino. Sou um bocado má nestas coisas dos sentimentos à flor da pele e tal e tal… e juro que entendo a vossa “indignação” quando se levantam e dizem “Mas porque é que o Ronaldo não tem filhos como toda a gente?“. Porque não quer, é simples. E porque não pode. A natureza não lhe permite engravidar… mas exploramos esse tópico mais adiante.

Eu também sou mãe! Já dei à luz [por cesariana] e já adoptei crianças e por isso, penso já possuir alguma experiência empírica para opinar dando um misto de matemática e sentimentos profundos.

O Ronaldo é um ícon e não lhe devem faltar pretendentes com certeza. E aí é que reside a questão. O número de mães prováveis é demasiado amplo. Deve haver um número IMENSO de raparigas a desejar e a fazer os maiores esforços para ser “a mãe dos filhos do Ronaldo“. Mas ninguém por certo, pensou nas coisas ao contrário! Será que eu desejaria um dia pensar que a minha mãe só me fez e pariu porque teve a oportunidade de o fazer com o melhor jogador do mundo? Será que o Ronaldo, um rapaz que tem exactamente a minha idade, não se sente confuso e até triste de pensar que se fosse varredor de ruas, a sua lista de mães prováveis seria BEM MAIS PEQUENA?

Quantas vezes já nós ouvimos falar de mulheres que engravidam por interesse? Será que um homem não tem o DIREITO de se defender disso? Sobretudo quando essa é a hipótese mais proeminente?

Falamos tanto de quando os cônjuges se aborrecem, os filhos sofrerem em guerras judiciais sem fim, completamente barbaras por vezes, em que os verdadeiros inocentes, as crianças, são expostas e se apercebem de um sofrimento atroz. Até os adultos sofrem horrores! No caso do Ronaldo, pode ser apenas um homem que tem medo de ser alvo do interesse monetário de alguma “piranha” que mais tarde lhe faça a vida a ele e aos filhos num inferno… e nem venham com moralidades que bem sabemos que há por aí muita “piranha“.

Se eu, enquanto mulher e dona da minha barriga, quiser ter um filho sem pai, a dificuldade, os entraves ou a polémica serão zero! Basta-me fazer o que tenho a fazer! [quer seja de forma natural ou medicamente assistida – a discussão aqui não é essa] Repito: para uma mulher executar a escolha de ter um filho sozinha é a coisa mais simples!!!

Como já vos disse, eu já adoptei crianças, sei muito bem o que uma mãe incapaz pode fazer a uma criança só porque a natureza lhe deu a habilidade de conceber e parir [eu sei que esta palavra é forte e algo primitiva, mas se estou sempre “a dar à luz” ainda me torno arguida no caso da eléctrica]. Os homens não têm esta capacidade, mas têm por vezes a capacidade de amar, criar e educar TÃO BEM ou MELHOR que muitas mulheres. Porque parir é dor e criar é amor!

O Ronaldo tem dado provas de que é um pai atento, divertido, amoroso e dedicado. E a família Aveiro tem dado provas de que está ali de pedra e cal para se apoiar mutuamente, e não é disso que todos os bebés precisam?

Toda esta escandaleira e indignação porque o rapazito resolveu construir uma família monoparental? Eu conheço um milhão de famílias monoparentais… em que tudo corre lindamente!

SR. RONALDO, muitos parabéns pelo pai presente e dedicado que É! Já vi muitos homens que tiveram a sua descendência por parto natural e se portaram MUITO MAL com os seus filhos. [e com as mães dos filhos também, mas isso agora não é para aqui chamado]. Sr. Ronaldo, o menino é Ultra!

Andei à caça de umas fotos maravilhosas do nosso craque com o seu filho Cristianinho. De uma cumplicidade linda! ADORÁMOS!

E vocês, queridas Ultras, isto aqui é um pasquim livre e democrático, que pensam vocês de tudo isto?

 

Por equipa UltraFeminina

equipa.ultrafeminina@gmail.com

 

 

 


ultrafeminina.pt é mais que um endereço, é o nome da sua nova amiga, da sua nova atitude e do seu novo refugio secreto. Porque ser feminina não basta... é preciso ser ultra feminina!