O Casal e a Sexualidade

Olá Ultras…

Depois de falarmos no último artigo sobre a Vulatilidade dos Sentimentos (clicar para ver), e de dissertarmos um pouco sobre Deus, a Sagrada Família e o Amor que nos ensina e a Misericórdia do Sagrado Coração de Jesus (clicar para ver o artigo Natal a preto e branco) – [adevento semana I] + [advento semana II] (clicar sobre cada uma para ver) hoje falamos de um tema que recebemos da parte das nossas leitoras, sobretudo as de religião Cristã / Católica e que me pediram que falasse nada mais, nada menos… do que a sexualidade nos casais!

Uma das nossas leitoras apelidou a minha forma de expressão como uma escrita “à Frida Kalo” coisa que me foi um tremendo lisonjeio dado ser uma das minhas pintoras de eleição. Mas adiante, literalmente a pedido de muitas famílias… aqui vou eu!

Ora bem. A sexualidade faz parte do ser humano. Nascemos assim. Somos assim e é através da sexualidade que nos reproduzimos… mas não só. Para nós, cristãos, o sexo é bem mais do que um motor reprodutivo. Para nós, todo o nosso corpo é sagrado e morada do espírito e por isso a nossa entrega SE NÃO É, DEVERIA SER muito plena, profunda e verdadeira dádiva. Uma entrega tão profunda como a do próprio Cristo, porque foi ELE que nos deu o exemplo e nos ensinou a entregarmo-nos assim. E óbvio que um casal que se ama e se entrega a esta profundidade cria laços que só Deus pode romper, porque a oração em conjunto e esta dádiva da entrega total e plena ao outro é de facto um mistério divino que não nos cabe a nós entender ou decifrar, pois Deus não une somente corpos, une almas.

Relembremos então:

Então disse Deus: “Façamos o homem à nossa imagem, con­for­me a nossa semelhança. Domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os grandes animais de toda a terra e sobre todos os pequenos animais ­que se movem rente ao chão”. Criou Deus o homem à sua imagem,
à imagem de Deus o criou;
homem e mulher os criou. Deus os abençoou e lhes disse: “Sejam férteis e multipliquem-se! Encham e subjuguem a terra! Dominem sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se movem pela terra”.
Gênesis 1:26-28

E ainda:

Vamos assumir de uma vez por todas que o demónio existe, porque se andamos aqui a tapar o sol com a peneira ou a falar em meias palavras, não avançamos ultras… e vou-vos dizer esse gajo não me grama! Por isso se empenha tanto em destruir-me o coração, ver-me de rastos… esmagar-me a alma e se possível derrotar-me até me silênciar a mim e à mensagem que vos trago. Por isso, não me grama e tudo faz contra mim. O demónio é um covarde que nunca entendeu que a mensagem será sempre maior que o mensageiro.

 

E mais:

O marido deve cumprir os seus deveres conjugais para com a sua mulher, e da mesma forma a mulher para com o seu marido. A mulher não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim o marido. Da mesma forma, o marido não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim a mulher. Não se recusem um ao outro, exceto por mútuo consentimento e durante certo tempo, para se dedicarem à oração. Depois, unam-se de novo, para que Satanás não os tente por não terem domínio próprio.
1 Coríntios 7:3-5

Aqui chegadas, só não entende quem não souber ler ou não tenha hormonas no corpo!!! E leiam o que se diz primeiro: “O marido deve cumprir os deveres conjugais para com a sua mulher, …”. Primariamente e até um bocado ao contrário do que provavelmente seria expectável, as Sagradas Escrituras referem-se primeiro a que o marido deve cumprir os seus deveres conjugais e depois de igual forma se refere a nós, mulheres.

Não se trata de que as mulheres sejam mais “acesas” que os homens, passa-se que as mulheres são mais assediadas que os homens e por isso, cavalheiros… tratem de manter o assunto em dia, com muito amor, carinho e tudo o resto! Mantenham as hormonas das vossas amadas serenadas, calmas e de forma a que nem se interessem por nenhum outro par de calças!

 

Quanto a vocês meninas, também não vou de forma branda, como se diz na minha terra cada qual tem o “SEU HOMEM” por isso, é esse mesmo a quem têm de recorrer nas vossas ânsias, necessidades e aferventamentos hormonais, e falo-vos de coração, queridas Ultras… que também eu não sou uma boneca de cera e tenho hormonas e necessidades e aferventamentos repentinos e tudo o resto!

E reparem… “excepto por mútuo consentimento e durante certo tempo, para se dedicarem à oração. Depois, unam-se de novo, para que Satanás não os tente por não terem domínio próprio. “

Agora… se as Ultras e os Ultras deixam o seu par desgovernado, solto e desacarinhado… não duvidem que o demónio vai fazer de tudo o que puder para destruir a vossa união, porque ONDE HÁ AMOR: HÁ DEMÓNIOS A TENTAR DESTRUÍ-LO.

Mas avancemos:

O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
1 Coríntios 13:4-7

E coloquei esta leitura, para que entendam que para além de toda a parte sexual que hoje tratamos, há também a parte afectiva. Sexo e afecto… Afecto e sexo… andam de mãos dadas entre um casal. Ao ponto de entre eles… um conseguir saber o aroma da pele do outro, tratar cada cantinho e recantinho do corpo como se fosse o seu, porque o conhece bem… porque lhe pertence, tornaram-se um só corpo, vêm… a Bíblia tem razão! E uma vez apartado um casal que se ama com AMOR, e relembro… o amor vem de Deus, não há amor no inferno, sente a falta do corpo e presença do outro porque Deus uniu os seus corpos e as suas almas e sente-se então uma falta igual à que sentiríamos se roubassem metade de nós mesmos! Porque aquele corpo daquela mulher ou daquele homem faz parte do nosso corpo também. E assim Deus fez! Não nos cabe questionar. Não fomos feitos para roubar os frutos da árvore do conhecimento… Cabe-nos dar graças… ser gratos por Deus na sua infinita misericórdia nos ter oferecido um par para partilhar a vida, dois braços para nos aconchegar-mos e sobretudo, no respeito por Deus e pelo outro a quem amamos, sermos infinitamente gratos por Deus nos ter oferecido à nossa guarda e ao nosso cuidado um filho seu / filha sua. Tão amado/a como nós! Então basta honrar a confiança e a graça que recebemos para que Deus dos céus sorria e poderemos certamente contar que ELE, lá de cima irá honrar também, prestando cuidado àqueles que ele próprio uniu. 

Quem encontra uma esposa
encontra algo excelente;
recebeu uma bênção do Senhor.
Provérbios 18:22

E o mesmo se aplica a nós, princesas Ultras. Se não encontraram ainda o vosso perfeito S. José, não se inquietem, Deus vai honrar! Claro que não irão encontrá-lo se se fecharem ao mundo e ficarem trancadas em casa… Ele há-de andar por aí. Aquele que Deus quer cruzar com cada uma de vocês… e nos seus caminhos insondáveis há-de encontrar forma de que se conheçam um ao outro até que reconheçam que na vossa frente está “o vosso esposo” ou a “vossa esposa” no caso dos príncipes Ultras. Irão reconhecer por certo, Deus vos mostrará e vos confirmará. Acreditem na providência! E nesse momento vão perceber todas estas passagens sagradas. Vão entender que a perda daquele ou daquela pessoa, representa a perda de metade do vosso coração e com isso, metade do amor divino que lá havia.

Então estamos entendidos, certo? Casalinhos já muito antigos, mais recentes, em paz ou desavindos… tratem de não colocar os vossos amados e amadas na fila de espera porque é esse o trabalho de Satanás. Aproveitar a nossa falta de coragem, a nossa falta de paciência, a nossa falta de empenho, a nossa incerteza, a nossa apatia para destruir o amor e devassar duas almas de uma virada só!

Esta noite, depois dos vossos trabalhos e antes de entrarem em casa, orem a Deus. Em voz alta! Conversem com ELE, dentro do carro, na garagem, na casa de banho, onde quiserem e puderem e mostrem-lhe a GRATIDÃO de terem sido brindados com a GRAÇA DO AMOR. Do amor de amar e ser amado, do amor que vos faz saber ao promenor cada cantinho e recantinho do corpo dela, o amor que vos faz sentir seguras só e só nos braços dele, porque numa população de biliões de pessoas… aquela foi a que Deus criou para cada um de nós! Para ser a nossa companheira ou companheiro e nos convidou a cuidar e amar fielmente até ao último dos nossos dias, e cada um de vocês disse “SIM”.

Digam livremente: OBRIGADO SENHOR PELO DOM DE AMAR! E amem como nunca antes. Abracem como se fosse a primeira vez e sintam pele com pele aquele corpo que vos completa… porque aquilo que Deus abençoa, abençoado está! E se ainda não trataram disso cavalheiros… é bom não demorar, o inimigo espreita e ronda! Ainda esta semana disse isto a um jovem casal cujo rapaz demora para firmar o noivadoe eu fui de frente e disse “Olha rapaz… aquilo que tu não tomas por teu, NÃO O É!”

Isto também vale para os casais que andam tremidos neste mundo confuso de hoje. Desavindos, assustados ou tentados por seja lá o que for. Fica uma canção especialmente para estes. Ofereçam-na a alguém especial. ÀQUELA PESSOA.

Mais esclarecimentos… não estou capaz de vos dar, mas orem para que Pedro, discípulo do Senhor e sobre quem ELE ergueu a Sua Igreja vos ilumine com o Espírito Santo, dado ter sido um homem que tanto amou a sua família que inclusivamente pediu a Jesus que curasse a febre da sua sogra.

Sagrada Família, rogai por nós!

São Pedro, rogai por nós!

São José, rogai por nós!

Escreveu a Irmã Lúcia:

Nessa carta da Irmã Lúcia, está escrito que o enfrentamento final entre o Senhor e o reino de Satanás será sobre a família e sobre o matrimônio. “Não tenha medo, acrescentava, porque quem trabalha pela santidade do casamento e da família será sempre combatido e odiado de todas as formas, porque este é o ponto decisivo.”

E mais disse:

A freira de Fátima afirma que Nossa Senhora esmagou a cabeça de Satanás. E Cafarra conclui: “Advertia-se também, falando com João Paulo II, que este era o ponto central, porque se tocava a coluna que sustenta a Criação, a verdade sobre a relação entre o homem e a mulher, e entre as gerações. Quando se toca a coluna central, todo o edifício cai, e é isso que estamos vendo agora, neste momento, e já sabemos.”

in ALTEIA [clicar para ver]

Não será por acaso que no final das aparições aparece Nossa Senhora do Carmo e logo de seguida S. José a abençoar o mundo.

Eu sou especialmente devota de Fátima e dos seus pastorinhos. Logo a minha Alice é Alice de Fátima, chama a Irmã Lúcia de madrinha do céu, inclusivamente, e isto disse a Irmã Lúcia mas eu sou mais ao estilo Jacinta, tenho o meu feitio, e tenho até certeza que do céu nunca hão-de permitir que a mensagem de Fátima fique aprisionada seja por onde for… seja lá por quem for.

Mas pronto! Isto era um artigo sobre sexualidade dos casais, passámos para o combate frente a satanás e a aproximação do fim dos tempos e já vamos nos pastorinhos de Fátima… é que as conversas são como as cerejas e eu gosto muito de falar convosco, queridas e queridos Ultras.

Gostei muito deste bocadinho, e não se esqueçam. HOJE amem… amem… e amem ainda mais… mas amem com gratidão! Não se deixem confundir. O amor vem do Coração de Jesus, por isso, tratem de fazer as pazes, beijar, abaraçar… fazer tudo o resto, e dar graças a Deus por terem sido abençoados com o mais dos sentimentos!

Amén.

Quanto a mim que nunca casei na pela igreja logo, não sei como se processa a coisa antes do casório e por isso sou solteira, falo só do que sei: digo-vos com franqueza, aquele que comigo quiser namorar, noivar, casar, etc. até pode nem ter anel nenhum para me oferecer, mas há SÓ e SÓ uma exigência que eu faço: a de ter de firmar compromisso comigo na frente de um Sacrário, que é para entender bem a mensagem… e sair dali logo abençoados! Só tem de honrar, ali perante mim e Deus nem que seja à luz das estrelas na porta de uma igreja qualquer, porque eu sei que lá dentro, está o meu Senhor como testemunha e me dará a Sua benção. As burocracias e afins… virão a seu tempo 🙂

E um dia também eu hei-de ouvir “não separe o homem aquilo que Deus uniu!” e eu hei-de apertar a mão daquele que comigo for partilhar a sua vida, olha-lo fundo nos olhos e dizer “Amén!”

por Anaequipa.ultrafeminina@gmail.com

{ a gaja que tem a mania de pensar, mas não pensa sozinha }


ultrafeminina.pt é mais que um endereço, é o nome da sua nova amiga, da sua nova atitude e do seu novo refugio secreto. Porque ser feminina não basta... é preciso ser ultra feminina!