EXCESSO DE PESO: UM PROBLEMA COMUM!

EXCESSO DE PESO: UM PROBLEMA COMUM!

Bom dia minha gente,

Uma vez  que me encontro associada ao separador da nutrição neste blog, achei por bem começar por vos contar um pouco da minha história associada a esta área.

Sempre fui uma criança com excesso de peso e isto aconteceu por variados motivos: o gostar de comer, as comidinhas caseiras da avó, a minha genética, a pouca ou nenhuma vontade de fazer exercício e principalmente a falta de vontade para mudar.

A minha mãe, mulher que mais admiro neste mundo, sempre me tentou motivar para a mudança, tanto que me levava a nutricionista atrás de nutricionista o que acabou numa série de dietas iô-iô das quais voltava sempre a engordar. Porquê? Não porque os nutricionistas aos quais fui não fossem bons profissionais, mas porque eu não estava preparada mentalmente para assumir a mudança. Admito que cheguei muitas vezes a comer às escondidas com vergonha que as pessoas olhassem e pensassem: “Olha a gorda a comer aquilo tudo!”.

O “clique” deu-se há sensivelmente cinco meses quando as roupas me deixaram de servir, o que antes era um 38 agora era um 42 e já não subia! Decidi pular para a balança e assustar-me com os 90kg que marcou. Fiquei chocada, chorei, e não queria sair à rua. Na minha cabeça algo acordou e gritou: CHEGA! Eu quero mudar, eu quero gostar de mim! Caramba! Encontro-me a tirar o curso de nutrição e não ponho em prática nada do que aprendo! Vou ser um alvo de chacota na minha profissão, afinal quem é que irá dar credibilidade a uma nutricionista praticamente obesa?!

Peguei no telefone e marquei uma consulta com um futuro colega de profissão. A minha alimentação mudou por completo, claro que passei alguma fome ao longo da primeira semana, mas logo o meu organismo se habituou e quando comecei a ver os resultados, ganhei ânimo para continuar o meu percurso. Comecei a praticar exercício físico, o serviço de casa é feito com energia, e hoje prefiro passear ao ar livre em vez de ficar sentada no sofá a ver televisão.

Actualmente a balança marca 71kg e pretendo continuar a minha caminhada. Aprendi a não pensar no “peso objectivo”, mentalizei-me que tudo isto é um estilo de vida que adoptei para o resto dos meus dias e que me faz feliz.

Apaixonei-me novamente por mim.

Com tudo isto, a mensagem que tento passar é que não devem ter vergonha de nada! Ninguém é perfeito! Enfrentem a balança, digam o vosso peso em voz alta, aceitem os quilos a mais e mentalizem-se que ninguém pode mudar por vocês! Vai levar tempo? Vai! Vão ter dias em que querem jogar tudo para o ar e lançar-se à comida? Vão! Mas vos garanto que vão superá-los e que no fim vai valer todo o esforço mental e físico!

Para vos provar que é possível e também como incentivo para quem se tenha identificado com a minha história, deixo-vos o meu antes e depois.

P8030213
O “ANTES” DA NOSSA DANIELA

 

 

IMG_1681
O “DEPOIS” DA NOSSA DANIELA

Seguir a UltraFeminina

Gostou? Partilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Em destaque

Artigos relacionados

O AMOR

Não é porque nos aproximamos do Natal que este tema deve ser debatido aqui no pasquim das Ultras. É sim, porque nos parece pertinente para