Meus queridos Salto-agulha… meus amados all-stars

Bem vindas a esta nova secção, em que iremos certamente partilhar muitas experiências e aventuras pelos “pequenos dramas” do quotidiano e que muitas das vezes são esses mesmos, os “pequeninos nadas” dos quais nos deveríamos rir e que nos vão tirando do sério e acumulando os nossos níveis de stress ao longo dos dias… ao longo de todos os dias. Sabe aquela unha que partiu e que estava a TENTAR ser conservada até aquele evento especial? Sabe aquela chuvada que caiu mesmo 5 minutos depois de sair do cabeleireiro? É UM BOCADO ISTO…

Confesso-vos amigas Ultras, o meu grau de exigência para com a vida, está ao nível do mínimo… a única coisa que TENTO é manter-me MINIMAMENTE penteada… coisa que até isso, Deus me mostrou que se pode muito bem dispensar e ser feliz na mesma! Por isso… MENOS… MUITO MENOS! Bora abraçar o imprevisível. Sorrir, olhar para o céu e dizer “De facto, insondáveis são os teus desígnios…”

Também aqui cabe o caricato, o engraçado e o que não tem graça nenhuma… o irritante e o “Ah… isso realmente é muito aborrecido”… ou não!!!! Levado com bom humor pode até servir de elixir a uma rotina copiosamente sempre igual.

Vamos aniquilar o nervoso miudinho!

Às vezes é só uma questão de baixar os níveis de exigência. A vida não é uma formatação nem pode ser eliminado o espaço para o imprevisível acontecer! É aí que Deus vem sempre… imprevisível e inesperado. E o nosso papel é simples. Confiar Nele!

Porque nenhum dos dias da nossa vida será “bom” por completo ou mau em todos os minutos, vamos com optimismo impedir que os “pequenos nadas” nos roubem a paz que o Senhor quer plantar nos nossos corações.

E já agora, queridas e queridos Ultras… às vezes, sairmos da fila dos CRITICADORES, dos OPINADORES e outros COMPLICADORES de serviço e entrar na fila dos FAZEDORES – AJUDADORES seria bastante DESCOMPLICADOR

Bem sabemos, sobretudo nós mulheres, que esses “pequenos dramas” por vezes nos acontecem porque estamos no limite das nossas forças e isso, não tem gracinha nenhuma!

Já agora, é sempre um prazer dizer coisas sérias a brincar!

E então?

Bora daí deixar de ser orgulhosas e orgulhosos e oferecer mais ajuda aos outros e também aceitar mais ajuda dos outros?

 

– por Ana – equipa.ultrafeminina@gmail.com

{a gaja que tem a mania de pensar}

 

 


ultrafeminina.pt é mais que um endereço, é o nome da sua nova amiga, da sua nova atitude e do seu novo refugio secreto. Porque ser feminina não basta... é preciso ser ultra feminina!