Disse Marylin Monroe: “Se deres os sapatos certos a uma mulher, ela conseguirá conquistar o mundo”.

E se ela disse nós não duvidamos, até porque sabemos que é verdade, e sendo verdade a única coisa que temos de conseguir é acertar no par de sapatos [coisa que pode ser mais difícil que qualquer batalha séria]!

As mulheres e os sapatos sempre viveram uma relação de amor-ódio numa relação de proporcionalidade que é: quanto mais belos são, mais fazem doer os pés!

No entanto, há opções para quem deseja uma silhueta curvilínea e estilizada sem ter de se montar em cima de uns magníficos [mas dolorosos] 12 centímetros. Para o dia a dia um salto médio (4 ou 5 cm) ou em cunha podem conferir-lhe automaticamente um ar diferente e elegante, sem comprometer o seu conforto.

Os sapatos femininos e o imaginário masculino sempre andaram de mãos dadas. Os saltos altos são sem dúvida um objecto que acarreta bastante erotismo e que não só deixa a mulher com uma figura sensual, como também mexe com a auto-estima, o que se reflecte numa atitude mais confiante e mais sexy.

Uma mulher de Stilettos é uma mulher poderosa, confiante e subtilmente dominadora. E uma mulher com estas características é sem dúvida muito atraente aos olhos do sexo oposto.

Se quer conquistar ou reconquistar alguém invista num bom par de sapatos. De bom gosto está claro, mas com a ousadia suficiente para o deixar de boca aberta e use-os com um ar descontraído como se os usasse todos os dias.

Depositphotos_10650778_m

 

Pense bem… há quanto tempo não assume a sua feminilidade ou a sua sensualidade? Quando é que se tornou nessa mulher tão sem sex-appeal?

Não quer dizer que seja sempre, mas por vezes surpreenda o seu par ou a si mesma. Sinta-se no topo do mundo e sinta que as cabeças giram quando você passa. Você merece!

por Mrs. Simple

Seguir a UltraFeminina

Gostou? Partilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Em destaque

Artigos relacionados

O AMOR

Não é porque nos aproximamos do Natal que este tema deve ser debatido aqui no pasquim das Ultras. É sim, porque nos parece pertinente para