E TUDO A LAGARTA (ME) LEVOU

E TUDO A LAGARTA (ME) LEVOU

Contra todas as espectativas, a familia Cabeleira não abandonou a sua horta às primeiras dificuldades nem ao partir da primeira unha… regámos, tirámos ervas daninhas, colocámos estácas nos tomateiros, enterrámo-nos quase até aos joelhos enquanto praticávamos uma espécie de “cavar” – sim, porque cavar “à séria” não é para meninos…

Chegada a altura de colher imaginem que alguém já se tinha servido de tudo o que plantámos… as couves – especialmente as portuguesas – mais parecem bordados ajour e os lombardos estão a ser devorados a uma velocidade inimaginável, as couves galegas têm folhas que já parecem esqueletos. Uma catástrofe!! É que as tipas nunca estão consoladas… comem e comem e comem…

Eu não fazia a menor ideia que as lagartas tinham este apetite todo, devoraram TUDO o que nós plantámos… Já nos tinham avisado é certo, e tinham-nos indicado mil e um productos que supostamente afastariam a praga das lagartas, mas eu queria que a minha horta permanecesse livre de quimicos.

Apanhámos as folhas ainda intocadas e pouco mais sobrou, sendo que se não as tivessemos tirado dali já estariam todas esburacadas.

Agora pergunto a quem está desse lado, há alguma forma de poder estabelecer a seguinte ligação: sem quimicos e sem lagartas?

Já tentei tirá-las uma por uma e largá-las em terreno baldio (sim, que eu não nenhuma assassina!) mas no dia seguinte já está um exercíto igual ou maior que no dia anterior a devorar as minhas couves.

Não vai tardar muito que as comilonas e gordas rastejantes me dêm cabo do resto…

Do outro lado do écran… HELP PLEASE!

CYMERA_20141003_133815

— por equipa UltraFeminina

equipa.ultrafeminina@gmail.com

Seguir a UltraFeminina

Gostou? Partilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Em destaque

Artigos relacionados

O AMOR

Não é porque nos aproximamos do Natal que este tema deve ser debatido aqui no pasquim das Ultras. É sim, porque nos parece pertinente para